Nenhum título vai servir

image

Eu não sou boa com palavras. Nunca fui. Sou um poço de sentimentos e frases piegas. Eu sou emoção, sou abraço, sou desejo e afeto. Quando não gosto não descarto de vez – mesmo não podendo,tenho dó. E “a compaixão mantem a ferida aberta”…
Quando odeio não posso nem sentir o cheiro!
Quando amo, cuido e morro de ciúmes. Ciúmes é ridículo então o reprimo, mas amo, protejo e me entrego.
Quando amo me apego, por que amar é isso, ou talvez não. Disque um se sim, disque dois se não. Você decide.
Então me apego. Me apego e me ferro. Ninguém se apega a você como você se apega a esse alguém. Sim, isso é egoísmo. Sim, isso é realidade.
Já dizia a OLX: “desapega”. Queria saber praticar isso pros sentimentos.
E assim vamos vivendo a falsa sensação de que com o tempo tudo passa, que o tempo tudo cura…
Mas a mente humana não tem noção de tempo e espaço – e é por isso que tudo parece que foi ontem.
E é por isso que tudo AINDA dói.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s