Cacos

E então cai a noite quente (agora fria).
Ela olha lá fora e pensa em você.
A alma (agora) vazia.
Mesmo assim ela olha lá fora e pensa em você.
Procura palavras e rimas pra poder te contar
o que está preso e abafado,
mas não dá.
Está tudo tão machucado
e gangrenado
e reprimido
e proibido
e amordaçado
e aprisionado
e encarcerado
e escravizado.
Há raiva, há dúvidas e até um pouco,
(talvez)
de esperança.
Ela olha mais uma vez lá fora e pensa em você…
Se pega chorando
lacrimeja confusa
Se encontra perdida
se perde em idéias
se prende sofrida
se solta vazia
se procura
se esquece
num vago momento

em silêncio
(e depois da última lágrima cair
antes mesmo do cansaço a vencer)
ela olho lá fora
e pensa só em você.

Maju Raz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s